Há alguns anos fiz um curso de investimentos. Queria saber como guardar dinheiro da maneira mais eficiente possível. Como sou autônomo, tenho que cuidar da minha própria aposentadoria (previdência privada), fundo de garantia (poupança) etc. Já sei de antemão que não posso depender de facilidades de que gozam trabalhadores no regime de CLT, então preciso correr atrás por conta própria (como se já não bastasse ter que cuidar de toda a burocracia de manter uma empresa).

A primeira regra de investir é saldar as dívidas. Tentar fazer um pé de meia enquanto se tem uma dívida de cartão de crédito, por exemplo, é perder (muito) dinheiro. A não ser que seu dinheiro renda mais que os juros mensais do cartão de crédito (fato quase impossível, a não ser que você seja dono de um banco brasileiro), pare de guardar e salde sua dívida.

Ok, não tenho dívidas, como invisto meu suado dinheirinho?

Não existe resposta fácil pra isso, você deve pesquisar e ler bastante sobre o assunto, além de realizar um planejamento minucioso do quanto poderá gastar nos próximos meses, por quanto tempo vai fazer isso e ter a disciplina de ver aquele dinheiro crescer e não ficar tentado em sacar tudo para ir às compras. Se quiser, dá até pra fazer um plano de previdência próprio. Como?

Com a mágica dos juros compostos. Juros compostos são a incidência de juros sobre juros, ou seja: Você colocou 1.000 num fundo que rendeu 10% no primeiro mês e agora tem 1.100. Sem colocar mais nenhum centavo e com esse rendimento maravilhoso de 10% mantido mês a mês, no segundo mês seu lucro será de 110, pois incidirá sobre os 1000 mais o rendimento de 100 do primeiro mês. E esse lucro que o fundo gera mensalmente vai se amontoando cada vez mais. No mês 12, aqueles 10% renderão a você 285 dinheiros, ou seja, quase o triplo do lucro que você gerou no primeiro mês, isso só em cima daqueles 1.000 dinheiros, sem gastar um centavo a mais.

Se ainda parece pouco, digamos que você tenha a memória muito fraca e esqueceu desse fundo por 5 anos e ele tenha mantido seu rendimento intacto. Ao final desse período, aqueles 1.000 dinheiros se transformam em mais de 300 mil. No último mês dos 5 anos, só de juros o fundo paga a você 27.680 dinheiros. Assim que funciona a mágica de transformar 1.000 em 300 mil em cinco anos. Claro que encontrar um fundo que renda 10% ao mês é mais difícil que ganhar na megasena, mas foi só pra ilustrar a ideia. Se quiser brincar com a ideia dos juros compostos ou mesmo estudar e planejar um investimento, há uma ótima calculadora de juros compostos pra isso.

Consulte seu banco e leia com atenção a tabela de rendimento dos fundos que ele oferece. Como exemplo, veja a tabela de rentabilidade dos fundos do Banco do Brasil. Há os nomes dos fundos à esquerda e o % de rentabilidade mais à direita. Observe como a rentabilidade dos fundos evoluiu, não só a rentabilidade do último mês: se um fundo rendeu 15% no último mês, mas está com rentabilidade acumulada nos últimos 36 meses de -30%, pode não ser uma boa pedida para um prazo mais longo.

Depois de estudar a tabela de rendimentos do banco e escolher alguns fundos, leia as regras do fundo. Seguindo o mesmo exemplo, veja o portfólio de fundos do BB. Se você tem R$1.000 para começar seu investimento e o fundo requer um investimento inicial de R$40.000, já não é uma opção. É importante verificar também informações como classificação de risco, taxa de administração (valor pago ao ano em %) e aplicações subsequentes (um valor mínimo para aplicações posteriores, geralmente bem menor que o investimento inicial).

Além disso, é essencial ficar de olho nas notícias, principalmente se você investe em fundos de ações (ou diretamente em ações). Um setor pode ter um desempenho ruim, mas isso nunca é surpresa. A Petrobrás já foi considerada uma empresa sólida para se investir, mas de alguns anos para cá o desempenho de suas ações tem deixado a desejar. É interessante ficar de olho nisso, mas seguindo uma regra de ouro também:

O lucro e o prejuízo só são realizados quando o dinheiro sai do investimento. Regra que eu vou explorar no próximo post, porque dá pano pra manga!